Acordeon, sanfona ou até mesmo gaita. Se um mesmo instrumento musical tem vários nomes pode ser sinal que atende a vários estilos musicais também. Hoje, no Portal Serenata vamos apresentar,  basicamente, o acordeon e os principais ritmos tocados no Brasil.

Tipos de Acordeon: Os modelos mais populares são os diatônicos (piano e botões) e os cromáticos com botões dos dois lados, sendo que no direito a sequência das notas é baseada na escala cromática.  Existe também o Acordeon de baixo solto, permite acordes mais sofisticados, construído com o campo esquerdo do piano.

O Acordeon é feito com 2 caixas retangulares colocadas em posiçãoacordeon vertical e ligadas por um fole de cartão plissado. Dentro, existem as palhetas que produzem som pela vibração do ar feita nos movimentos dos foles.

Nos instrumentos existem os botões do baixo que são tocados com a mão esquerda e fazem as notas ou acordes mais graves de acordo com cada estilo de música. Tocados simultaneamente podem fazer a função de teclado em banda de rock ou pedais de órgão, baixo livre, em música erudita.

Os registros são as teclas que mudam as oitavas e timbres e, consequentemente, modificam o som. Estão localizadas em cima das teclas, próximo aos foles ou atrás do acordeon, no caso dos baixos. Os mais comuns são Bassoon, Piccollo, Musette, Clarinete, Bandoneon, órgão, Violino, Flauta, Flautim, Oboé, Saxofone, entre outros

Acordeon no Brasil e seus ritmos: Os primeiros instrumentos apareceram por aqui no começo do século XIX, trazidos pelo italianos e alemães e chamava-se Concertina. Na década de 1950, foi popularizado no Rio Grande Sul, São Paulo e Santa Catarina e logo se espalhou pelo país.

Por aqui, os principais ritmos tocados são os regionais. Sua versatilidade musical pode ser reparada tanto no sul do país com vanerão, xote, milonga e chamamé, como no Nordeste com o baião, xaxado, forró, entre outros.

Na loja Serenata temos o modelo Michael ACM8007 PRD  que tem excelente sonoridade e versátil para todas as sonoridades. Possui 37 teclas, 80 baixos e sete registros para mão direita e 2 para esquerda. Excelente dica para profissionais e pessoas que desejam um instrumento de alta qualidade.

Já o Michael ACM 0822 é mais voltado para crianças e para pessoas que estão começando a estudar o acordeon. De qualquer maneira, tem excelente acabamento e existem 6 modelos de acordo com número de baixos, registros e teclas. Apesar de possuir apenas 8 baixos e teclado mais curto possui excelente sonoridade e timbre.

 

Confira o som do Renato Borghetti, uma das grandes referências do Brasil no Acordeon.